Projeto Baixada Verde começa a tomar forma

 

O estado do Rio de Janeiro possui hoje uma região diferenciada com muitos atrativos, chamada Baixada Verde.

Após um intenso trabalho de pesquisa, mapeamento das belezas naturais e atrativos turísticos, dez municípios da baixada fluminense se uniram para lançar este projeto, com o objetivo de explorar o potencial turístico de cada localidade, ainda pouco explorados pelos viajantes.

Este projeto surgiu há 2 anos, em uma reunião do Fórum Estadual de Secretários de Turismo, e foi, aos poucos, conquistando adesão do estado, prefeituras e do empresariado.

Através de uma parceria com a Universidade Federal Rural Fluminense, do Campus Nova Iguaçu, viabilizou o inventário dos atrativos desta região. A lista inclui mirantes, cachoeiras, áreas para esportes de aventura e até regiões de interesse geológico.

Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Magé, Mesquita, Nilópolis, São João de Meriti, Guapimirim, Japeri e Seropédica estão entre os municípios contemplados, que precisam vencer o estigma da falta de infraestrutura e de violência.

A Secretaria Estadual de Turismo trabalha no plano estratégico do projeto, e conta com a articulação dos municípios, que estão se organizando para aplicar recursos do Ministério do Turismo neste movimento.

No dia 12 de julho, o presidente da ABH-RJ Alfredo Lopes participou de reunião realizada no Novotel Nova Iguaçu, juntamente com a presidente do sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes de Nova Iguaçu Sra. Mirian para tratar de um plano estratégico de divulgação e comercialização dos atrativos levantados no diagnóstico feito da Baixada Verde. Agora com a casa arrumada, está na hora de arregaçar as mangas empacotar o produto lançando no mercado de forma organizada e sustentável. Guias de turismo e agencias de receptivo locais serão envolvidas na segunda etapa deste projeto, além de pedido que serão feitos referente a sinalização turística de cada atração e acessos as regiões.

Foto: ABIH-RJ

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 18 =