Isenção de vistos promove alta nas reservas

A isenção de vistos para mercados estratégicos, anunciada em março, já gera resultados positivos. Os dados apresentam crescimento significativo no número de reservas efetuadas nos países beneficiados com a medida a partir de junho, data de vigência do Decreto assinado pelo presidente, Jair Bolsonaro.

Nos Estados Unidos, o aumento foi de 53% no número de viagens confirmadas para junho e 97% para julho, se comparados ao mesmo período do ano passado. Já no Canadá, o crescimento foi de 86% para junho, 54% para julho e, expressivos, 135% para agosto deste ano.

Os dados foram divulgados pelo Grupo Amadeus, uma das 10 maiores empresas de tecnologia do mundo e uma das três maiores do segmento de viagens. A isenção é uma antiga demanda da cadeia produtiva do turismo, atendida nos primeiros cem dias de Governo.

O Ministério do Turismo e a Embratur preparam uma grande campanha de divulgação sobre a isenção de vistos nos quatro países beneficiados – Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália. O objetivo é potencializar ainda mais a procura destes turistas internacionais pelo Brasil como destino turístico. O trabalho envolve ações digitais, de relações públicas e de publicidade, com o objetivo de reforçar a divulgação da medida aos países beneficiados.

O Decreto 9.731 com a isenção do documento para americanos, canadenses, japoneses e australianos foi publicado no Diário Oficial da União no dia 18 de março. A dispensa do documento atende uma reivindicação antiga do trade turístico nacional.

Viajantes dos quatro países considerados estratégicos poderão entrar no país, a partir de 17 de junho, sem a necessidade do documento. A estada no país poderá ser de até 90 dias, prorrogável pelo mesmo período, desde que não ultrapasse 180 dias, a cada 12 meses, contados a partir da data da primeira entrada em território brasileiro. A expectativa é de que a medida permita ao Brasil atingir a marca anual de 12 milhões de visitantes estrangeiros até 2022, contra os atuais 6,6 milhões, meta prevista no Plano Nacional de Turismo 2018-2022.

Fonte: Embratur RJ
Foto: Freepik

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 3 =