Hotelaria carioca deve amargar prejuízo de mais de R$ 130 milhões em abril Pedro Menezes

Clippings /por

Reprodução

O prejuízo da hotelaria carioca devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus será superior a R$ 130 milhões. É o que estima o Hotéis Rio para o mês de abril. Atualmente, os hotéis da cidade contam com menos de 5% dos quartos ocupados e 60 unidades já suspenderam temporariamente suas operações, o que fez com que a oferta caísse de 54 mil para cerca de 20 mil quartos. Diante do cenário, cinco mil empregos estão ameaçados e a estimativa é de demissão de 20% dos funcionários.
“O sindicato está e sempre se fará presente para ajudar, orientar e defender a indústria hoteleira e os hotéis associados. Juntos, descobrimos que somos muito mais fortes e, hoje, há a oportunidade de colhermos os frutos desta união, que sempre foi cultivada ao longo de anos e cada vez mais se mostra firme e consolidada”, enfatiza Alfredo Lopes, presidente do Hotéis Rio.
E para reforçar seu compromisso com a Prefeitura e a sociedade, a hotelaria carioca atendeu ao chamado do poder público para apoiar o acolhimento de idosos assintomáticos pela Covid-19 e disponibilizou cerca de 2 mil quartos para o isolamento dessas pessoas. Paralelamente, o Hotéis Rio trabalha junto com cada departamento do hotel, identificando suas necessidades para atuar nas esferas comerciais, contábeis, civil, trabalhista, governamentais e políticas.