Em tempos de pandemia, natureza manda mensagem para o turismo

Foto: reprodução

A redução do fluxo de turistas, causada pela pandemia do coronavírus, traz, ao menos, uma notícia positiva. Algumas semanas depois do impedimento do livre circular pelas cidades ou países, a natureza volta a ocupar importantes espaços. Seria uma mensagem da mãe natureza convidando a uma reflexão sobre novas formas de vivenciar o turismo?

O presidente da Associação Roteiros de Charme, Helenio Waddington, sugere não ignorar a mensagem por trás desta reviravolta da natureza: a importância do olhar atento para o social e para o meio ambiente. A associação, fundada em 1992 sob inspiração da Conferência Mundial das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, a ECO 92, reflete em seus associados esta preocupação.

A bandeira socioambiental está no DNA da Roteiros de Charme. Seu Código de Ética e de Conduta Ambiental, desenvolvido em cooperação com a UNE (United Nations Environment), organismo ambiental da ONU, em Paris, acaba de completar 20 anos. Sob a inspiração desse código, o programa de sustentabilidade da Roteiros de Charme está em plena sintonia com os conceitos de Turismo Sustentável e o Geoturismo: o turismo que sustenta ou aumenta o caráter geográfico de um destino turístico: seu ambiente, paisagem, patrimônio histórico e cultural, além do bem estar da população residente, através do envolvimento permanente dos hotéis associados, seus colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços, hóspedes e comunidade.

A cidade de Veneza, antes lotada de turistas, agora surpreende o mundo com seus canais claros e cheios de peixes em função da redução drástica de circulação dos cruzeiros e das gôndolas. Concorrida metrópole europeia, Amsterdam faz campanha contra o turismo em massa, incluindo limitação de acesso aos campos de tulipas e até a retirada do famoso letreiro ‘I Amsterdam’ das proximidades de um concorrido museu.

“Exemplos como este mostram que, no Brasil e no mundo, destinos turísticos conhecidos por sua exuberante beleza natural e arquitetônica são ameaçados a cada dia. Daqui pra frente, que tal levarmos esse alerta adiante e optarmos por hospedagens que preservam a natureza e a comunidade em seu entorno?”, analisa Helenio Waddington.

Quem pretende optar por destinos e hotéis que prezem pelo zelo ao meio ambiente, não precisa ir muito longe. Atualmente, a Associação Roteiros de Charme congrega 73 hotéis, em 64 destinos e 16 estados brasileiros.

“Além dos hotéis, pousadas e refúgios ecológicos pertencentes à associação, levamos nossa mensagem e convidamos a todos os viajantes, hoteleiros, membros do trade turístico e sociedade em geral a participarem também de nosso programa de qualidade e a colocarem o turismo sustentável em sua pauta”, avalia Waddington.

Fonte: Jornal de Turismo

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *