Seminário Rio + Turismo reúne 200 pessoas para discutir avanços do Turismo

O secretário de Estado de Turismo, Otavio Leite, participou na manhã desta quinta-feira (12/12) do Seminário Rio + Turismo, promovido pelo Jornal O Globo, Valor Econômico e Revista Época em parceria com a Setur-RJ. O evento aconteceu no auditório do Globo, no Centro do Rio, e reuniu autoridades, empresários, agentes de viagens e representantes do trade.
Na abertura do evento, o secretário Otavio Leite destacou a “conectividade” como ponto de partida da sua apresentação ressaltando a realidade encontrada em 2018 e o comparativo das ações em 2019, fato que identificou a vinda de estrangeiros como um forte potencial a ser explorado. Para isso, segundo o secretário, o governo iniciou uma forte articulação com o setor aéreo para o aumento da frequência de voos e ainda o stopover e citou algumas empresas que já realizam parcerias com a Setur-RJ como a Ibéria, a Norwegian e a Flybondi, além dos voos sazonais da Delta e American Airlines para Nova York no período de alta temporada.
– Eu tentarei fazer uma contextualização do retrato do turismo no Rio de Janeiro. Aliás, ao longo dos últimos 20, 30 anos não vi o turismo no status de protagonista para valer. Nós estamos agora começando a ocupar essa dimensão maior que merece o segmento e sendo nós do Rio de Janeiro é mais do que um desejo, é uma obrigação – ressaltou Otavio Leite, durante a sua fala.
Fortalecendo a política de atração de voos, o secretário ressaltou medidas como a redução do ICMS sobre o querosene da aviação (QAV) de 12% para 7%. A ação potencializa a política de atração para o Rio de Janeiro. Outras iniciativas foram destacadas como o aumento da participação do Rio de Janeiro em feiras, eventos e exposições nacionais e internacionais para a divulgação do estado e o lançamento do Mapa do Turismo do Estado na Rodoviária Novo Rio. A plataforma apresenta as regiões e as cidades como potenciais destinos turísticos no maior terminal rodoviário da América Latina em movimentação de passageiros: 1 milhão de passageiros/mês. A rodoviária é responsável por 20% do movimento turístico do estado.
Convidado para abertura do Seminário, o governador Wilson Witzel falou sobre a contratação de representantes turísticos para divulgar o estado do Rio no exterior.
– Falta informação do Brasil lá fora. Portugal possui 27 representações operando fora do país. Queremos que as representações do Rio de Janeiro captem turistas e novos negócios. Nós investimos este ano R$ 20 milhões, mas é pouco. Está autorizado para o ano que vem R$40 milhões e se precisar vamos chegar a R$ 100 milhões – afirmou o governador.
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo, vai realizar uma concorrência pública para a contratação de pessoas jurídicas, que serão representantes turísticos do Estado do Rio de Janeiro no exterior.  A ação tem o objetivo de ampliar e diversificar os produtos turísticos fluminenses no mercado internacional para ampliar o fluxo de turistas estrangeiros e promover negócios.
Estes representantes vão fazer atendimentos junto ao trade turístico e realizarão treinamentos de operadores para que novas atrações turísticas do Estado do Rio sejam incluídas nos roteiros de viagem.
– Não são escritórios formais. Vamos fazer uma concorrência pública e aquelas pessoas ou empresas que tem expertise e conhecem os mercados no exterior e tem conectividade com o setor poderão participar. Vai funcionar como se fosse um home office. Temos certeza de que ao lado de outras iniciativas poderemos alcançar resultados importantes – afirmou o secretário de Turismo, Otavio Leite.
Fonte: Ascom Setur/TurisRio
(*) Crédito da foto: Flávio Cabral

Hotéis Rio promove Fórum Comercial no Hilton Copacabana

 

No dia 13, o Hilton Copacabana sediou o Fórum Comercial do Hotéis Rio com o tema “Oportunidades do Setor de O&G”, seguido de apresentação do projeto de criação do Museu Esportivo do Clube de Regatas Flamengo. O evento foi prestigiado por associados de várias redes hoteleiras.

Presidido pelo vice-presidente do Hotéis Rio, José Domingo Bouzon, o fórum iniciou com o palestrante Milton Costa Filho, Secretário-geral do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), que levou aos convidados dados e gráficos sobre o setor de O&G. Entre os assuntos abordados, a transição enérgica até 2050; a previsão da demanda global de petróleo segundo as principais empresas do setor; as reservas atuais e recursos potenciais de O&G a serem explorados no país; e o cenário da retomada da indústria após a rodada de licitação.

O especialista ainda comentou uma questão que movimentou o trade turístico, neste mês – a assinatura do decreto de redução do ICMS/QAV (querosene de aviação) pelo Governador do Estado, Wilson Witzel. “Movimentos que reduzem o custo da indústria e atraiam investidores, e consequentemente, o turismo, são muito positivos. Se olharmos para frente, a indústria do petróleo vai trazer muitos recursos e riquezas para o Rio de Janeiro e, com isso, esperamos que tenhamos outras reduções de impostos para termos mais atividades e empregos”. Por fim, Milton mostrou em números o cenário positivo para o setor de O&G para os próximos anos, em que o Brasil poderá dobrar a sua produção, o que impactará diretamente em todos os setores da sociedade.

Em seguida, Marcelo Fernandes, da Mude Brasil, apresentou aos participantes o projeto de criação do museu esportivo do Clube de Regatas Flamengo, através de um vídeo inédito com a projeção de como será o espaço. Na ocasião, foi informado o alcance turístico que um empreendimento desse porte trará ao setor de turismo, tendo em vista que muitos turistas torcedores do Flamengo movimentam a hotelaria carioca, como aconteceu nos últimos jogos que a cidade sediou. O representante do Clube finalizou sua participação pedindo a adesão de todos para que, juntos, possam angariar o investimento necessário para a construção da atração turística.

Crédito: Arteiras Comunicação

Hotéis Rio: ocupação para o Réveillon já chega a 75% na capital

Segundo pesquisa divulgada ontem (03) pelo Hotéis Rio, a média de ocupação dos hotéis cariocas, até o momento, está em cerca de 75% na capital, para os pacotes de 28 de dezembro a 1º de janeiro de 2020.Há regiões com maior procura que já registram índices acima de 80%, como é o caso de Ipanema/Leblon e Flamengo/Botafogo, com 86% de quartos ocupados. Para a noite da virada, algumas regiões já registram média acima dos 90%, confirmando a expectativa da hotelaria. No feriado da República, a ocupação chegou aos 91%.

O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa sobre o Réveillon na Praia de Copacabana, realizada pela Riotur, no recém-inaugurado Hotel Fairmont, em Copacabana. De acordo com a prefeitura, serão quatro palcos, com o tema “Amor a Cada Vista”, de exaltação à cidade, e destaque para título de Capital Mundial da Arquitetura. O principal, em frente ao Hotel Belmond Copacabana Palace; e outros três, em pontos estratégicos, na altura da rua Anchieta, no Leme; na altura da rua Hilário de Gouveia; e entre as ruas Bolívar e Barão de Ipanema. A maior e melhor festa da virada do ano no mundo estará ainda mais grandiosa, com expectativa de superar o recorde de 2,8 milhões de pessoas, obtido na chegada de 2019.

O tema da festa, “Amor a Cada Vista”, remete à beleza natural e arquitetônica da Cidade Maravilhosa, que em 2020 se torna também a primeira Capital Mundial da Arquitetura, título concedido pela Unesco e pela UIA (União Internacional dos Arquitetos). A proposta é que o turista fotografe e filme as deslumbrantes paisagens e construções cariocas e as divulguem nas redes sociais, com a hashtag #vemprorio.

Hotéis Rio: programação
A tradicional queima de fogos, com produção da Vision Show, terá 14 minutos de duração. O espetáculo pirotécnico contará com trilha sonora sincronizada, desenvolvida especialmente pelo músico Daniel Lopes, e começará pontualmente à meia-noite. Serão dez balsas, com 16,9 toneladas de fogos com bombas de alto, médio e de baixo calibre e, claro, artefatos inéditos.

O público pode se preparar para novidades nas cores, na diversidade de bombas e na trilha sonora. A estrutura da festa contará ainda com sete telões para o público acompanhar os shows, 16 torres de comunicação com sonorização, 800 banheiros químicos, 4 postos médicos e 30 torres da Polícia Militar. Criado por Abel Gomes, VP de criação e sócio da SRCOM, o palco tem 48 metros de largura e 16 metros de altura, três telões de LED e iluminação especial.

Já na Barra da Tijuca serão 12 pontos de queima de fogos, com duração de 5 a 15 minutos, e cerca de cinco toneladas para iluminar o céu da região. Os hotéis Whydham Barra, Windsor Marapendi, CDesign Hotel Recreio, Hilton Barra, Marriott, Ramada Recreio, Windsor Barra e Grand Mercure participam da queima ao lado dos shoppings Barra World, Village Mall, além do condomínio Ilha Pura e do Quebra-Mar da Barra. Dois shows patrocinados pelos hotéis Windsor Barra e Grand Mercure completam a experiência de quem escolher a Barra da Tijuca para passar a festa da virada.

(*) Crédito da foto: eacuna/Pixabay

Fórum Acir celebra certificação da Prainha com a Bandeira Azul

O Fórum do Meio Ambiente, realizado pela Acir pelo 17º ano consecutivo, aconteceu no dia 08, no hotel Ramada Recreio, e trouxe uma boa nova para turistas e cariocas.

No evento, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente informou, em primeira mão, sobre a certificação da Prainha com a Bandeira Azul, que simboliza ambientes preservados e eleva o grau de consciencialização dos frequentadores e tomadores de decisão para a necessidade de preservação da costa e biodiversidade marinha. No estado do Rio, além da Prainha, somente a Praia do Peró, em Cabo Frio, possui a qualificação.

O Fórum do Meio Ambiente da Acir teve como tema “Áreas Públicas – Patrimônio de Todos” e discutiu a importância da conscientização da sociedade civil sobre os impactos socioambientais do crescimento urbano da Barra, Recreio, Vargem Grande e Vargem Pequena.

Além da secretaria de meio ambiente, especialistas da Cedae, SOS Lagoas, Fundação Parques e Jardins, Instituto Trata Brasil e Sociedade Brasileira de Arborização Urbana participaram do debate.

Quem prestigiou o evento pôde conferir a exposição de projetos ambientais de participantes e parceiros, tais como o Instituto Mangue Vivo, Adote Rio, Novo Olhar Comlurb, Recicla Surf, entre outros.

Crédito: Arteiras Comunicação

Fairmont Copacabana sedia reunião de Diretoria e Conselho

Hotéis Rio promoveu, no Fairmont Copacabana, no dia 06, sua reunião mensal de Diretoria e Conselho.

Na ocasião, Marcelo Lage, Chefe de Gabinete da Secretaria Municipal de Ordem Pública do Rio de Janeiro, apresentou resumidamente a “Operação Verão 2020”. O programa, que teve início no dia 02, contará com o reforço da Polícia Militar. Outro ponto abordado por ele foi a legalização dos serviços de praia oferecidos pelos hotéis.

A pauta prosseguiu com a apresentação do Clube de Vantagens, lançado no início do mês, e feedbacks importantes. Um sobre o encontro com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em que foram abordados os temas: alteração na Lei da Gorjeta; duplicação dos túneis da Rodovia Rio-Santos; e as emendas parlamentares em prol do turismo.

Outro tema abordado na reunião foi o recente encontro promovido com o Governador Wilson Witzel, onde empresários da hotelaria conversaram sobre ações que visam a captação de congressos e eventos para estimular o turismo corporativo; o retorno da Feira ABAV ao Rio em 2020; a melhor maneira de comunicar o público externo sobre os índices positivos da Segurança Pública; a extensão do horário do programa “Sempre Presente” para o turno da noite; e o andamento do projeto “Barra Presente”.

Além disso, foi assinado o termo CCT SIGABAM e atualizado o andamento às negociações com o Sindicato dos Trabalhadores do comércio hoteleiro.

 

ABIH-RJ e Hotéis Rio realizam noite de premiação e confraternização

Foi realizada na noite desta terça-feira (26), no Rio Othon Palace Hotel, a 16ª premiação promovida e organizada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) e o Sindicato dos Meios de Hospedagens do município do Rio de Janeiro (SindHotéis Rio), chamado também de Hotéis Rio.

Fechando um ano de muito trabalho na hotelaria, o presidente da ABIH-RJ comemorou a curva ascendente da ocupação e da diária média em 2019, assim como o aquecimento do calendário de eventos.

Em seu discurso, ele pontuou algumas conquistas e pleitos: “É importante reconhecer o esforço do Governador na questão da eliminação da cobrança do ICMS sobre remessas de amostras de mercadorias de mostruários e do querosene para aviação. E já temos o anúncio da liberação do Governo estadual à Secretaria de Turismo do valor de R$ 40 milhões para investimentos em nosso setor. Quero, também, registrar aqui o nosso agradecimento ao esforço dos hoteleiros para a montagem de um Banco de Diárias, criado para fazer frente a essa redução do ICMS do QAV. No âmbito municipal, precisamos reforçar nossos pleitos para a agilização na liberação dos alvarás para eventos. Lutar por um formato mais simples e que reduza os custos para que possamos realizar mais e mais eventos na cidade”.

A premiação, realizada desde 2003, mudou de nome para Top Hotel RJ, mas manteve o reconhecimento às iniciativas socialmente responsáveis, aos melhores projetos de empreendedorismo e sustentabilidade da hotelaria Fluminense.

No dia 11 de novembro, no Hotel Mar Palace Copacabana, cinco jurados convidados pelas entidades organizadoras do prêmio se reuniram para acompanhar as apresentações dos seis projetos inscritos este ano. O time contou com André Coelho, Gerente de Projetos Sênior da FGV; Geiza Rocha, Subdiretora Geral do Fórum de Desenvolvimento do Rio ALERJ; Valéria Leal, CEO da VLeal RH; e Victor Lamas, Diretor e Gerente da Faculdade de Tecnologia do Senac RJ.

A premiação contempla quatro categorias: ação social, empreendedorismo, sustentabilidade e expansão hoteleira

O vencedor do Prêmio Corintho Falcão, na categoria Ação Social, foi o Grand Hyatt Rio de Janeiro, com o projeto voluntário mês de serviço global.

O vencedor do Prêmio Eduardo Tapajós, na categoria Empreendedorismo foi a Rede Windsor de Hotéis, com projeto de reabertura do espaço de eventos do Windsor Guanabara “Modernidade e Sofisticação: Salão Velásquez Traz Novo Conceito em Eventos Corporativos”.

O Grand Hyatt Rio de Janeiro levou seu segundo prêmio com o projeto “Confete Amigo”, desta vez na Categoria Selo Verde, ao incentivar a folia ecológica com confetes feitos de folhas de árvores no Carnaval.

Já o Fairmont Rio de Janeiro Copacabana deu à Accor o prêmio Expansão Hoteleira, pela inauguração do mais novo hotel de luxo da cidade.

O evento foi fortemente prestigiado e reuniu mais de 200 pessoas, sendo prestigiado pelo Secretário Estadual de Turismo, Otávio Leite; pelo Secretário Municipal de Turismo, Paulo Jobim; pelo presidente da Riotur, Marcelo Alves, além de hoteleiros e representantes do trade turístico.

Crédito: Alexandre Macieira

Setur-RJ lança I Seminário de Turismo Religioso do Estado

 

O Turismo Religioso será destaque em uma ação inédita no Rio de Janeiro. A Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro (Setur-RJ) lança, no próximo dia 29, a partir das 9h, o “Fé no Turismo” – I Seminário de Turismo Religioso do Estado do Rio de Janeiro. O encontro acontecerá no auditório do Museu Histórico Nacional, no Centro, e vai reunir autoridades, empresários, acadêmicos e especialistas em quatro mesas de debates.

O seminário tem o objetivo de traçar políticas públicas para o desenvolvimento de produtos e roteiros de Turismo Religioso no Estado. A ideia é a realização de um mapeamento preliminar das vocações fluminenses deste segmento, além de discutir ideias com a abordagem de temas âncora de suporte à iniciativa. Na ocasião, a Setur-RJ também apresentará o Calendário de Eventos de Turismo Religioso do Estado do Rio de Janeiro.

As quatro mesas de debates previstas terão os respectivos temas: “Roteirização em Turismo Religioso: os caminhos da fé”; “Festas e celebrações de fé e tradição: o lugar dos eventos no Turismo Religioso”; “Marketing turístico de destinos de fé” e “Comercialização de produtos e roteiros de Turismo Religioso”. Todas as mesas contarão com a participação de três especialistas e um mediador, que irão debater os temas com o público presente.

“O turismo religioso é mais um importante e fértil potencial turístico para o Rio de Janeiro. A ideia é organizar um calendário que a cada ano se sofistique e se amplie e, ao mesmo tempo, fazer com que os municípios se preparem, organizem-se e qualifiquem-se para receber melhor os turistas que tenham o ingrediente fé como um elemento da sua decisão de viagem. Trata-se de um setor extremamente importante”, ressalta Otavio Leite, secretário de Estado de Turismo.

Rio Sediará Congresso Internacional em 2020

O Rio de Janeiro sediará a 16ª edição do Congresso Internacional de Turismo Religioso e Sustentável, previsto para acontecer em abril de 2020. A vaga foi pleiteada pela Setur-RJ por meio do núcleo de Turismo Religioso e teve como concorrentes cidades de diferentes países da América e Europa. A escolha foi feita com base em critérios técnicos como locais, atividades e espaços religiosos de grande valor cultural e interesse turístico.

No último dia 19, o evento foi divulgado, na Argentina, para agentes de viagens, autoridades e todo o trade turístico. O encontro contou com a presença do assessor especial da Setur-RJ, Sandro Capadócia, responsável pelo Núcleo de Turismo Religioso da Secretaria. Na ocasião, o evento teve ainda a participação da imprensa e de convidados dos três países da Tríplice América (Argentina, Brasil e Paraguai), no hotel Guamini Mission, na cidade de Puerto Iguazú.

“O Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, tem proclamado que o ‘Turismo é o novo Petróleo’. Então, podemos dizer que o Turismo Religioso é o pré-sal, porque tem muito potencial de exploração”, disse Sandro Capadócia.

 

Foto de capa: Alexandre Macieira | Riotur

 

Parceria entre Setur-RJ e Lojas Caçula capacita familiares de PCD’s para realizar trabalhos artesanais

Em um primeiro momento serão realizadas, até dezembro, 25 oficinas

 

Como parte do Termo de Cooperação Técnica assinado entre a Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro e a Rede de Lojas Caçula as instituições iniciaram, neste mês de novembro, um projeto piloto a fim de capacitar, com cursos de artesanato, familiares de pessoas com deficiência atendidas em entidades sem fins lucrativos do Estado. A ideia é que os parentes tenham no artesanato uma alternativa empreendedora, possibilitando uma nova geração de renda para a família.

Para o secretário de estado de Turismo do Rio de Janeiro, Otavio Leite, esta parceria é uma importante oportunidade para o Programa de Artesanato Estadual, coordenado pela Setur-RJ, atender pessoas que nem sempre conseguem investir em qualificação.

– Na maioria da vezes, os familiares das pessoas com deficiência não dispõem de tempo para um trabalho em horário comercial. Com os cursos, eles aprenderão uma atividade que poderá ser um novo meio de renda, em seguida tirar a Carteira Nacional do Artesão e se profissionalizar. Este movimento, traduz uma antiga preocupação minha, desde a época de parlamentar, de olhar para a realidade destes pais, buscando alternativas para geração de receita e aumento de autoestima – destacou Otavio.

No primeiro momento, cinco instituições estão recebendo o projeto que tem duração de 5 semanas: Instituto Consuelo Pinheiro, Instituto Benjamin Constant, Centro de Reabilitação São José, Instituto Nossa Senhora de Lourdes e Sociedade Beneficente de Anchieta. Será realizada uma oficina de cada modalidade nas instituição, totalizando 25 oficinas, com 5 a 15 participantes.

Os familiares poderão escolher entre tricô, crochê, bordado, pintura em porcelana ou em madeira. Eles serão orientados por professores da Lojas Caçula que, ao final do curso, escolherão os alunos mais habilidosos de cada curso para realizar uma formação na sede, no centro da Cidade, a fim de que eles se tornem multiplicadores nas próprias instituições.

O gerente de marketing da Caçula, Roberto Santos destacou a qualificação como um forma de recolocar estas pessoas no mercado de trabalho.

– Este trabalho é de extrema importância, no sentido de estar desenvolvendo pessoas para que possam trabalhar com artesanato como uma forma de geração e complemento da renda familiar. A formação destas pessoas contribui para que haja diminuição no número de desemprego e a recolocação destas pessoas no mercado – disse Roberto.

 

Fonte e foto: Ascom Setur/TurisRio

MSC realiza Workshop Internacional para mais de 100 agentes no Rio de Janeiro

Marco Ferraz, Vítor Spirandeli, Jaqueline Messina, Ignacio Palacios, da MSC

A MSC Cruzeiros realizou, na última quinta-feira (31), o Workshop Internacional MSC para agentes de viagem do Rio de Janeiro. Estiveram presentes 100 profissionais para um café da manhã no Hotel Hilton Copacabana, seguido de uma agenda de apresentações para atualizá-los sobre as novidades internacionais da companhia para a temporada 2020/2021.

O presidente da CLIA Brasil, Marco Ferraz, também esteve presente no Workshop e fez uma palestra sobre tendências e o crescimento do mercado de cruzeiros no mundo. Ignacio Palacios, Diretor de Vendas e Revenue, e Vitor Spirandelli, Supervisor de Vendas, falaram sobre o segredo da liderança da MSC Cruzeiros, enquanto apresentavam os detalhes dos encantadores itinerários e navios que farão cruzeiros internacionais na temporada 2020/2021.

Os agentes de viagem receberam a revista com o portfólio de roteiros pelo Mediterrâneo, Norte da Europa, Caribe, China e Japão, Estados Unidos e Canadá e Emirados Árabes.

 

Fonte e foto: Mercado & Eventos

Petrópolis Gourmet movimenta R$ 4,3 milhões em 12 dias

 

Boa parte dos 2 milhões de turistas que chegam por ano em Petrópolis aproveitam, além da riqueza histórico-cultural da cidade, uma das gastronomias mais reconhecidas no mundo pela variedade e alta qualidade, com cozinhas pilotadas por renomeados chefs, ambientes cheios de charme e muitos endereços pitorescos.

O Petrópolis Gourmet, em sua 19ª edição, se consolida como o evento que dá ainda mais visibilidade a todos os sabores que se encontra na Cidade Imperial. E, na economia, o festival é de dar água na boca: em 12 dias vai movimentar mais de R$ 4,3 milhões considerando o movimento dos 43 restaurantes participantes e a rede hoteleira recebendo visitantes especificamente para o festival. Em quase duas décadas, o Petrópolis Gourmet já recebeu mais de 300 mil pessoas e está entre os oito maiores eventos gastronômicos do país.

Nota A no Mapa do Turismo Brasileiro por dois anos consecutivos – uma classificação do Ministério do Turismo – Petrópolis celebra com paixão um dos pilares de sua economia que está apoiada em uma rede hoteleira com 118 meios de hospedagem com capacidade para 6.355 pessoas. A cada ano surgem mais eventos, os já existentes são aprimorados e um movimentado calendário de atividades ao longo de 12 meses com atrações de todos os tipos fazem com que o setor movimente R$ 760 milhões anualmente.

O Petrópolis Gourmet está consolidado como um dos maiores eventos gastronômicos do Brasil colecionando números apimentados: 610 participações de restaurantes, mais de 900 oficinas e 200 chefs comandando as cozinhas somadas todas as edições. E o festival movimenta ainda os setores de comércio, indústria e serviços, uma cadeia produtiva com mais de 40 mil postos de trabalho.

“Nossa preocupação é com a qualidade, aprimorando e inovando a cada edição. Queremos que os visitantes tenham uma memória afetiva com os pratos saboreados e a estadia na cidade”, destaca Samir El Ghaoui, presidente do Petrópolis Convention e Visitors Bureau, organizador do evento.

E Ghaoui vai além: “A cidade toda está envolvida. O festival acontece nos 43 restaurantes participantes, mas há degustação em áreas públicas como as Ruas Teresa e 16 de março, que são polos de compras, oficinas abertas ao público, inclusive crianças, e um mercado especial de produtos orgânicos e da cidade. O festival está nas ruas porque celebramos com o morador e com o turista esta alegria de bem receber”.

E tanta hospitalidade faz bem ao paladar de hotéis e pousadas. A ocupação hoteleira na cidade vai crescer em função do festival, de acordo com o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ), Alfredo Lopes. “Um calendário de eventos forte é estratégico para o interior do estado e vital para a economia dos municípios, gerando incremento de até 30% na ocupação hoteleira”, comenta. A ocupação, nos finais de semana, chega a 80% da rede hoteleira, somando 5,5 mil leitos.

Mais de 4,3 mil pratos especiais – com preços diferenciados – serão servidos em 12 dias de festival. E as opções são para todos os gostos, com valores a partir de R$ 48,50.

Foto: Divulgação Petrópolis Gourmet