Associação de Hotéis fortalece interior do estado do Rio de Janeiro

Foto: Lorena Zschaber/SeturRJ

A ABIH-RJ tem atuado em diversas frentes para garantir a sobrevivência da hotelaria e, consequentemente, de seus colaboradores diretos, neste cenário de pandemia. Para isso, tem conquistado pleitos da categoria junto às prefeituras e realizado diversas ações para o fortalecimento do setor de hospedagem.

Entre as requisições conquistadas nos últimos dias está a aprovação, pela Câmara dos Deputados, em Brasília, com 350 votos a favor, do pedido de urgência para que seja discutido e votado o Projeto de Lei que retira a cobrança do Ecad nos apartamentos de hotéis e cabines de navios. A associação realizou uma grande campanha no estado do Rio de Janeiro envolvendo hoteleiros, mídias sociais e até uma carta aberta aos músicos para sensibilizá-los para a questão. Atualmente, a entidade está em articulação junto à SeTur RJ e AgeRio para a liberação de crédito do Governo Federal aos meios de hospedagem.

Desde o início da pandemia da Covid-19, a ABIH-RJ tem capitaneado diversas ações no estado do Rio. Uma dessas iniciativas é um calendário diversificado de lives, fóruns e cursos sobre assuntos que impactam na operação hoteleira. Entre os temas já abordados estão lives de Gestão de RH e sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD); webinars de inicialização ao marketing digital e de Revenue Management; fóruns jurídico e comercial; reunião com o presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, sobre os próximos passos após a votação do Ecad; entre outros.

A associação também esteve à frente do envio de cartas aos prefeitos do interior do estado contra as medidas restritivas impostas pelo poder público. Na requisição do funcionamento imediato dos meios de hospedagem, ao todo, 15 municípios foram contemplados. Nos pleitos sobre flexibilizações dentro da legalidade, das normas de segurança e protocolos de higiene, até o momento, foram mais de 100 ofícios, tendo obtido êxito em mais de 95% das requisições.

Em paralelo, houve o lançamento das placas da ABIH-RJ com informação de sinalização no combate à Covid-19, além da elaboração da cartilha de boas práticas; criação de grupos de WhatsApp por região turística ou município indutor do turismo (mais de 14 grupos); e de uma comissão formada por hoteleiros para tratar de negociação de tarifas, condições e reembolsos imediatos junto às OTAs, tendo em vista a baixa ocupação e pandemia.

 

Fonte: Hotéis RIO

 

Secretária Camila Sousa participa de reunião de Conselho da ACRJ

No dia 31 de julho, a secretária de Turismo e Legado Olímpico, Camila Sousa, participou da reunião virtual do Conselho Empresarial de Turismo da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), que é presidido por Alfredo Lopes. A missão do Conselho é colaborar com a formulação e implementação de políticas de desenvolvimento do turismo, convergindo às opiniões e necessidades dos empresários dos vários setores e apontando para a definição de propostas que fomentem o progresso do estado.

Na ocasião, a secretária falou sobre ações de fomento ao setor, como a campanha Redescubra o Rio, que incentiva o carioca a visitar pontos de turismo da cidade, e a reabertura oficial das atrações turísticas. Ainda segundo ela, outra iniciativa, dentro desse movimento, é que o carioca receba descontos em hospedagens para que possa conhecer os hotéis do Rio.

Camila confirmou o Réveillon na cidade, mas de uma forma diferenciada. “A proposta é espalhar as festas ao longo do Rio de Janeiro, como nas atrações turísticas, Corcovado, Pão de Açúcar, Parque Madureira, escadaria da Igreja da Penha, Cidade das Artes, com show de luzes. Algo descentralizado”, adiantou. A secretária reforçou se tratar de uma ideia, que precisa da aprovação do Comitê Científico da Prefeitura, mas acredita as validações ocorreram em breve.

Em relação ao Carnaval, Camila Sousa informou que a Liesa se comprometeu a dar um parecer em setembro se os desfiles das escolas de samba vão ser adiados ou não, bem como as novas datas, caso ocorram mudanças. No que diz respeito ao Carnaval de rua, a secretária esclareceu que, apesar de não ser oficial, os grandes blocos já se manifestaram e anunciaram que “não terá, sem a vacina”.

Os conselheiros da ACRJ pleitearam para que se estenda o horário dos atrativos turísticos para 12 horas, ajudando a diluir o público nessa reabertura dos espaços. Pediram ainda a intervenção da secretária junto ao Ministério do Turismo e ao Governo Federal para que não se prorrogue ainda mais a volta do Brasil e do Rio ao mercado internacional e a participação do país em eventos no exterior, já que o retorno está suspenso por lei e só acontecerá seis meses após o fim da pandemia.

Camila Sousa prometeu fazer um planejamento e ouvir as operadoras de turismo, que estão trabalhando com a promoção da imagem do Brasil. Ela informou que começou a conversar com a Embratur sobre um plano de retomada do turismo internacional, visando unir esforços e captar os turistas do exterior. Inclusive, deve fazer reuniões para discutir os eventos em que o Rio estará presente. Segundo a secretária, a agência antecipou que deseja a participação da cidade nos projetos.

Os conselheiros destacaram que a retomada dos eventos no Rio é urgente, tendo em vista que há procura. De acordo com a secretária, já existe perspectiva de liberar os eventos de negócios, como congressos, workshops, enquanto os entretenimentos serão analisados em separado.

Também está em avaliação a reabertura de cinemas e teatros, com capacidade reduzida de público. Foi informado que o Comitê Estratégico da Prefeitura aceitou bem o pleito da criação de um grupo de trabalho para tratar das festas e festivais especificamente, já que há pedidos de arenas e hotéis para a realização desses eventos, alguns até programados e que correm o risco de serem cancelados.

O setor aéreo, que teve o seu pior momento no fim de março até o início de abril, reduzindo sua capacidade a 8%, o que significa 170 voos diários, já dá sinais de lenta retomada, mas sem retrocesso no mercado doméstico, chegando a 30%, o que corresponde a 820 voos diários. Antes da pandemia eram 2,4 mil voos diários. A expectativa é estar com 50% a 60% da capacidade até o fim de dezembro. Apesar do decreto da abertura do mercado internacional, a perspectiva é que demore mais para voltar à normalidade.

 

 

 

 

Fonte: Hotéis RIO

Foto de capa: Divulgação

 

Receptivo turístico realiza campanha promocional para atrair visitantes

Foto: Alexandr Macieira/Riotur

Boa notícia para quem pensa em curtir a capital carioca! O turismo no Rio de Janeiro abre as portas com a campanha “Redescubra o Rio”, uma parceria entre os principais atrativos da cidade: AquaRio, Bondinho Pão de Açúcar, Paineiras Corcovado, Rio Star, Trem do Corcovado e Jardim Botânico. A iniciativa marca a reabertura conjunta dos equipamentos ao público, que aconteceu no dia 15 de agosto, com exceção do Jardim Botânico, que já estava funcionando desde 9 de julho, além de oferecer benefícios para toda a população do estado do Rio, com descontos de 30% a 50% por ingresso em cada um dos atrativos.

Os detalhes da ação promocional foram anunciados em coletiva de imprensa realizada no dia 12, no Morro da Urca. O benefício oferecido pela campanha será válido para todos os moradores do estado do Rio e poderá ser adquirido até o dia 15/09 para vendas online nos sites dos equipamentos. Com os descontos, é possível conhecer ou revisitar o AquaRio por R$ 49,90. No Bondinho Pão de Açúcar, os bilhetes regulares têm 50% de desconto. No Cristo Redentor, a visita é possível por valores a partir de R$ 21,50, saindo do Centro de Visitantes Paineiras. O bilhete para a Rio Star pode ser comprado por R$ 49,00. Já no Jardim Botânico, o benefício é de 30% no valor do ingresso e a compra pode ser feita apenas na bilheteria (em dinheiro). A visita deve ser agendada previamente no site da instituição.

Para receber o público no padrão exigido pelas Regras de Ouro da Prefeitura do Rio, alinhadas com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os equipamentos seguem o mesmo protocolo de segurança e operam com capacidade reduzida, como forma de evitar aglomeração. Em todos os atrativos foram instalados dispensers de álcool 70%, e sinalização sobre a importância de manter a higiene pessoal e o distanciamento mínimo de 2 metros entre pessoas nos ambientes, principalmente em filas. Todos os ambientes e superfícies de contato são regularmente higienizados. Os protocolos adotados são comunicados ao público durante a visita. Essas medidas cumprem as regras estabelecidas também pelos governos federal e estadual.

Com o apoio da Secretaria Especial de Turismo e Legado Olímpico da Prefeitura do Rio, a iniciativa tem como objetivo possibilitar que moradores do estado do Rio descubram ou redescubram os lugares que o mundo inteiro gostaria de conhecer de forma segura, com todos os protocolos de segurança sanitária para visitantes e funcionários. Para os CEOs dos atrativos, a parceria inédita representa um esforço conjunto para que as pessoas se sintam seguras para voltar a desfrutar de experiências ou visitar pela primeira vez os lugares do Rio de Janeiro que encantam o mundo.

A campanha Redescubra o Rio está aberta à adesão de todas as atrações turísticas da cidade. O site oficial da campanha (https://redescubraorio.rio/) será sempre atualizado com os novos parceiros. Os descontos de 30% a 50% de desconto são aplicados nos ingressos de cada um dos atrativos turísticos participantes, que são válidos para visita apenas ao respectivo equipamento. Para obter o ingresso da campanha, o visitante morador de qualquer cidade do estado do Rio de Janeiro precisa apresentar documento oficial com foto e comprovante de residência. O regulamento está disponível no site da campanha. Os bilhetes promocionais podem ser adquiridos nos sites dos equipamentos.

Campanha “+ RIO POR MENOS”

O Hotéis Rio também aposta em uma retomada com resposta mais rápida do turismo doméstico, prevalecendo as viagens rodoviárias em famílias, que podem viajar em seu próprio carro e acompanhado de seu núcleo familiar. Para isso, uma das iniciativas adotada pela entidade para o reaquecimento do setor será uma campanha focada nos principais destinos emissores vizinhos, como São Paulo e Minas Gerais, com início previsto para outubro. A ação “+ RIO POR MENOS” conta com o apoio de Roberto Medina e envolverá toda a cadeia receptiva, como restaurantes, hotéis, shopping centers e equipamentos turísticos, com preços e serviços especiais.

 

 

Fonte: Hotéis RIO

Hotelaria busca acordo com as principais OTAs

Foto: Freepik

 

No cenário de crise instaurado pela pandemia, quando os empreendimentos de hospedagem buscam cortes de custos e entendimento junto aos parceiros comerciais para garantir a sobrevivência dos negócios e a manutenção de milhares de empregos, a negociação com as OTAS vem sendo uma das pautas prioritárias do setor hoteleiro.

Uma comissão formada por hoteleiros representantes do Hotéis Rio e ABIH-RJ tem buscado, nos últimos cinco meses, estabelecer um diálogo com os principais players deste mercado de agências de reservas online, tais como Expedia, Hotel Urbano, Booking e Decolar.

Cientes da crise do setor, um dos mais afetados pelas recomendações de circulação restrita e isolamento social, a Hotel Urbano (HURB) foi a primeira OTA a se solidarizar e ofereceu um pacote com condições exclusivas para hotelaria. A Expedia também teve resposta positiva aos pleitos dos hotéis e se comprometeu em apresentar uma proposta na primeira semana de setembro.

Uma das maiores do setor, porém, teve manifestação contrária às demandas da hotelaria. A Booking.com não atendeu as reivindicações apresentadas pela ABIH-RJ e Hotéis Rio e tem estabelecido contato direto com os empreendimentos hoteleiros para dar ciência das propostas que já foram declinadas pelo grupo, por entender que estas medidas são contrárias aos interesses do setor hoteleiro. Até o momento, ainda não houve entendimento também com a Decolar.com, HotelBeds e CVC/Trend.

Desde o início da pandemia, seis hotéis já fecharam as portas em definitivo na cidade. A taxa de ocupação vem apresentando crescimento lento, atualmente na faixa dos 25 a 30%, e o setor estima que a recuperação para o patamar anterior à crise possa demorar até 4 anos. Nos últimos quatro meses, a hotelaria carioca acumulou um prejuízo estimado em R$ 850 milhões e cerca de 20 mil empregos diretos estão suspensos.

Fonte: Hotéis RIO

Câmara aprova pedido de PL sobre isenção da taxa Ecad nas UHs

Foto: Freepik

Foi aprovado no dia 13, em votação na Câmara dos Deputados, em Brasília, com 350 votos a favor, o pedido de urgência para que seja discutido e votado o Projeto de Lei que retira a cobrança do Ecad nos apartamentos de hotéis e cabines de navios. O presidente da casa, Rodrigo Maia, irá despachar para a relatoria e iniciar os debates para nova votação.

O pleito da ABIH Nacional é apoiado fortemente pela ABIH-RJ, que realizou uma grande campanha no estado do Rio de Janeiro envolvendo hoteleiros, mídias sociais e até uma carta aberta aos músicos para sensibilizá-los para a questão.

“Quem é da hotelaria sabe que um destino turístico, especialmente em um Brasil tão plural como o nosso, depende de sua cultura para encantar. Nossos maiores eventos turísticos são pautados por grandes atrações musicais: Réveillon, Carnaval, Rock in Rio. Mas, entendemos que alguns parâmetros devem nortear essa relação para que ela seja justa para ambos os lados. A hotelaria se compromete com as contribuições em todas as situações onde a música é exibida como fator de atração: bares, restaurantes, festas, eventos, confraternizações, shows. Os empreendimentos hoteleiros sempre foram palcos importantes de faturamento direto do Ecad. Porém, queremos enfatizar que existe um entendimento equivocado sobre a cobrança nas unidades habitacionais – os quartos de hotel”, ponderou o presidente do Conselho da ABIH-RJ e presidente do Hotéis Rio, Alfredo Lopes, em carta aos músicos.

A associação defende que o quarto é um ambiente de uso privado. Além disso, o hóspede é usuário de modernas plataformas de música pelo celular, além dos canais à cabo disponibilizado pelos hotéis. Fora isso, a mera disponibilização não caracteriza o consumo. Os quartos de hotel, por definição legal, “Lei Geral do Turismo”, são considerados locais de frequência exclusiva dos hóspedes, jamais sendo local de frequência coletiva.

O setor de turismo foi um dos mais afetados pela pandemia. Centenas de hotéis fecharam as portas, alguns em definitivo. Os que operam têm ocupação na casa de 25%. Mais do que nunca, certos custos precisam ser repensados em nome da manutenção dos milhares de empregos gerados pelo setor, que impacta mais de 500 segmentos econômicos de forma direta e indireta. Em um momento em que os cortes de custos são vitais, o setor espera uma recuperação que pode demorar até quatro anos.

O momento é mais que propício para que se corrija esta distorção histórica desta cobrança. “Seguimos honrando nosso compromisso com o pagamento de direitos autorais nos locais de frequência coletiva dos hotéis, tais como restaurantes, piscina, salão de eventos e ainda quando os hotéis sediam festas de casamentos, aniversários, confraternizações, assim como quando promovem réveillons e carnavais. Situações em que a música é fator fundamental ao entretenimento e atração de clientes. Mas, Ecad no quarto não”, enfatiza Alfredo Lopes.

 

Fonte: Hotéis RIO

Réveillon carioca deve acontecer em pontos espalhados pela cidade

Foto: Alexandre Macieira/ Riotur

A Secretaria Especial de Turismo e Legado Olímpico e a Riotur mantêm intenso diálogo com diversos setores da sociedade para a elaboração de um conceito para o modelo do Réveillon Rio 2021.

As reuniões entre os diversos setores envolvidos na produção deste novo conceito têm reforçado a ideia da construção de um modelo de réveillon espalhado pela cidade, com uso de recursos tecnológicos. O evento será dedicado a homenagear os profissionais que estiveram e permanecem na linha de frente cuidando da saúde e do bem-estar dos cidadãos e também a todos que foram vítimas da Covid-19. O Réveillon Rio 2021 será diferente, sendo um evento onde o respeito vai antepor à celebração.

O planejamento prevê que os shows, que tradicionalmente acontecem na Praia de Copacabana, sejam assistidos principalmente através de plataformas digitais e canais de televisão, estimulando que as pessoas acompanhem de suas casas; e os fogos de artifício dividam o protagonismo com espetáculos de luzes e projeções mapeadas. Esse formato já foi apresentado ao grupo do Ministério Público que cuida dos grandes eventos. Vale lembrar que a Vigilância Sanitária e o Gabinete Científico fazem parte da construção do Caderno de Encargos, que será apresentado e avaliado em breve.

“O modelo conhecido em Copacabana não poderá acontecer esse ano, reunindo 2,5 milhões de pessoas. Mas, a população do Rio e os turistas terão outras opções espalhadas pela cidade para comemorar a chegada de 2021. É esse novo modelo que está sendo desenvolvido junto pela hotelaria, que criou o Réveillon do Rio, e Prefeitura, através da Riotur”, comenta o presidente do Hotéis Rio, Alfredo Lopes.

 

Fonte: Hotéis RIO

Projeto Hóspede Oculto possibilitará certificações de excelência sob medida

Ramada Hotel Recreio Shopping foi o empreendimento-piloto do novo projeto. Foto: Divulgação

Quem planeja viajar para o estado do Rio de Janeiro passará a contar com mais um certificado de prevenção no combate à Covid-19, o que garantirá uma segurança ainda maior aos seus hóspedes. A ABIH-RJ e o Hotéis Rio, em parceria com a consultora de Recursos Humanos Valéria Leal, estão realizando o projeto Hóspede Oculto, uma ação de certificação sob medida para atender os meios de hospedagem que buscam a excelência de seus serviços e a segurança para hóspedes e colaboradores.

Desde abril, quando a maioria dos empreendimentos suspendeu temporariamente suas atividades em função da pandemia, até o início da reabertura, no mês de julho, três importantes selos de segurança sanitária já foram lançados: Turismo Consciente, do Governo do Estado; Xô Corona, do município do Rio; e Turismo Sustentável, do MTUR. Porém, como o processo para a conquista dos selos é auto declaratório, qual é a garantia para proprietários e gestores de que suas equipes estão cumprindo com 100% das normas estabelecidas, evitando expor seus hóspedes e colaboradores e quem sabe até questões trabalhistas e judiciais?

Sem se identificar no momento da reserva, nem tampouco da hospedagem, o hóspede oculto irá realizar o seu check-in no empreendimento como um cliente regular, com uma matriz de observação, que pode ser customizada de acordo com as demandas do proprietário. Ao final da hospedagem, em quinze dias úteis, será gerado um relatório que apontará os pontos de melhoria. Somente após as correções, o empreendimento terá acesso ao certificado de aprovação do projeto Hóspede Oculto da ABIH-RJ e Hotéis Rio.

Além da matriz de prevenção à Covid-19, os hotéis também poderão contratar os serviços do hóspede oculto para as matrizes de reserva e recepção, alimentos e bebidas, e hospedagem e recreação. Tudo isso sob a consultoria de Valéria Leal, profissional de Recursos Humanos com grande experiência na área de Turismo e Hotelaria.

“O Hóspede Oculto já é oferecido e demandado por muitas empresas, mas é a primeira vez que uma associação representante de classe, que reúne toda a experiência do setor e acompanha de perto as principais demandas dos meios de hospedagem e os maiores anseios do viajante, está à frente deste projeto, especialmente em um momento em que um descuido de sua equipe pode trazer consequências graves para um empreendimento. Nossa matriz foi desenhada por especialistas do setor, a partir da nossa vivência de representação dos meios de hospedagem e vem atender a uma demanda latente dos empreendimentos por inspeção e treinamento das equipes que atuam na linha de frente com o hóspede”, explica Alfredo Lopes, presidente do Hotéis Rio e presidente de Conselho da ABIH-RJ.

“Com o objetivo de atender a hotelaria carioca, tive a oportunidade de validar junto à ABIH-RJ um projeto que estava sendo elaborado há quase um ano. É muito importante trazermos para nosso nicho de mercado um programa já conhecido, chamado de ‘cliente oculto’, com os conceitos de padrão e atendimento de hotéis e pousadas. Assim, disponibilizamos a avaliação dos serviços, certificando e aprovando os hotéis nas boas práticas de atendimento”, comenta a consultora de Recursos Humanos, Valéria Leal.

 

Fonte: Hotéis RIO

Diretoria da ABIH-RJ se reúne com conselheiros do interior do estado

No dia 28 de julho, a ABIH-RJ realizou uma reunião virtual para apresentar aos conselheiros do interior do estado o novo presidente da entidade, Paulo Michel, e suas propostas para a hotelaria da região. Além de Paulo Michel, participaram também do encontro o vice-presidente da ABIH-RJ, José Domingo Bouzon, o advogado e demais representantes da entidade e conselheiros do Vale do Café, Búzios, Costa Verde, Costa do Sol e Agulhas Negras.

Após a apresentação do presidente Paulo Michel, foi a vez dos conselheiros pontuarem as necessidades de seus respectivos municípios. A partir daí, foi elaborado um documento e o mesmo foi encaminhado aos candidatos de prefeituras do interior do estado.

Entre as questões levantadas durante a reunião, o desconto no IPTU dos meios de hospedagem de cada município e a negociação na cobrança das tarifas junto às OTA´s. Na ocasião, o vice-presidente da ABIH-RJ, José Domingo Bouzon, abordou a questão das agências online. Segundo ele, no momento, ainda não se pode entrar muito em detalhes, mas antecipou que a fração exigida pela associação é de 30% de desconto. Atualmente, as OTAs cobram 20% e, caso a proposta seja aceita, passariam a cobrar 14%. José Domingo completou ainda que já está tudo acertado com o Hotel Urbano e Expedia, e há possibilidade de avanços com a Decolar. Sobre a Booking, a negociação se dá de forma diferenciada devido ao modelo de negócio dessa agência online.

 

Fonte: Hotéis RIO

Sheraton Grand Rio reabre no dia 1° de setembro

Divulgação

O Sheraton Grand Rio Hotel & Resort reabre no dia 1° de setembro (terça-feira). Padrões de limpeza e medidas de segurança já foram atualizados para se alinharem ao Protocolo de Limpeza da Marriott Internacional e às normas dos orgãos governamentais (federal, estadual e municipal). Localizado no Leblon, o hotel completa 46 anos em 2020, tendo sido o primeiro de cadeia internacional a se instalar na cidade.

Todos os associados, hóspedes e visitantes devem utilizar máscaras, obedecer o distanciamento social, devidamente sinalizado no hotel, e podem higienizar suas mãos em diferentes totens de álcool gel presentes nos espaços públicos. Os quartos também apresentam um selo de limpeza após a higienização do espaço, sendo o mesmo lacrado até a chegada do hóspede. Dentro dos quartos, o hóspede terá disponível toalhinhas higienizadoras para seus objetos pessoais.

“O Sheraton Grand Rio Hotel & Resort é um ícone para a cidade do Rio de Janeiro por sua localização privilegiada com acesso direto à praia e uma vista panorâmica de todos os quartos. Em setembro, voltaremos a receber nossos hóspedes e proporcionar essa experiência única de resort beira-mar em plena cidade”, conta Sintia Gomes, gerente geral do hotel.

Via aplicativo do Mariott Bonvoy, é possível realizar check in e solicitações prévias à chegada à recepção, academia e SPA. Para acessar o quarto basta utilizar a tecnologia Mobile Key, implantada em toda a propriedade, em que o hóspede acessa o quarto com o seu telefone. Além disso, o cardápio dos restaurantes está disponível via QR code.

O hotel retoma suas operações com três selos importantes: Certificado Turismo Consciente, da Secretaria do Estado do RJ; Selo de Conformidade com as Medidas Preventivas da Covid-19 (Xô Corona) da Prefeitura do Rio de Janeiro e Vigilância Sanitaria; e o Selo Turismo Responsável Limpo e Seguro do Ministerio de Turismo (MTur).

Restaurantes e room service

O horário de serviço foi reorganizado para respeitar os regulamentos estabelecidos pelas autoridades locais (sujeito a alteração).

Casarão: diariamente – Café da Manhã, Almoço e Jantar das 6h às 23h
In Room Dining: diariamente das 6h30 às 23h
Trampolim Bar da Piscina: diariamente das 12h às 17h
Lobby Bar: diariamente das 15h às 23h

Lazer, SPA e Fitness Center
Área de Lazer/Piscina: diariamente das 8h às 19h
Atividades infantis: diariamente das 9h às 17h
Shine Spa: das 11h às 21h – mediante agendamento
Fitness Center: 24 horas – mediante agendamento

 

 

Fonte: Mercado&Eventos

Copacabana Palace reabre com novos protocolos e pacotes de hospedagem

Foto: Divulgação

O Belmond Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, reabre nesta quinta-feira (20), após fechamento temporário em função da pandemia de Covid-19. O hotel informa que a reabertura foi cuidadosamente planejada para garantir a máxima segurança para todos, preservando sempre a excelência no atendimento e a qualidade dos serviços, e será realizada de forma gradual e com algumas novidades para hóspedes e funcionários.

“Ao longo dos últimos meses, atuamos incansavelmente junto às diferentes áreas do hotel para garantir uma retomada segura e tranquila para funcionários, hóspedes e clientes do Copa. Essa é a nossa maior prioridade. Estamos muito felizes em abrir nossas portas novamente!”, afirma Andréa Natal, diretora geral do Belmond Copacabana Palace.

Protocolos

Do check-in ao check-out, medidas de segurança e higiene foram implementadas. Estações de álcool gel foram espalhadas por todo o hotel, assim como regras de distanciamento foram implementadas nas áreas de maior circulação, como piscina e restaurantes. Além disso, espaços como Spa e academia de ginástica ganharam um novo esquema de reservas para evitar que sejam utilizados por mais de uma família ao mesmo tempo.

Uma novidade é o aplicativo Belmond, que vai agilizar a interação do hóspede com o hotel antes mesmo de sua chegada. Pelo aplicativo, será possível, por exemplo, fazer o check-in antecipado, informar sobre as preferências de mini-bar, conhecer os cardápios dos restaurantes e realizar reservas, acessar o diretório de serviços do Copa, dentre outras facilidades.

Neste primeiro momento, o Pérgula será o único restaurante em funcionamento. Com isso, os chefs do hotel se reuniram para desenvolver uma proposta gastronômica especial e mais ampla, que incluísse algumas das experiências do Cipriani – com pratos da culinária italiana mediterrânea – e itens “best seller” do Mee, mas sem perder o conceito original do Pérgula, que são as receitas preparadas na brasa. Já o café da manhã, servido originalmente em formato bufê, será todo à la carte, com alguns itens inclusos nas diárias e outros, cobrados à parte. A reabertura dos restaurantes Cipriani e Mee ocorrerá posteriormente.

Novos pacotes

A reabertura do Copa conta com novos pacotes de hospedagem. São quatro produtos que incentivam o uso de ambientes ao ar livre e o contato com a natureza. É o caso da experiência Exclusive Places. Ao optar pelo pacote, o sexto andar – o mais desejado do hotel – fica inteiramente disponível para o hóspede e sua família. São quatro suítes cobertura com terraço e vista mar, um lounge de convivência para as refeições e a Black Pool, além de serviços adicionais personalizados.

Já o programa Staycation oferece até 30 horas de estadia, com check-in garantido a partir das 10h e check-out até as 16h do dia seguinte, e inclui ainda café da manhã para duas pessoas, além de crédito de R$ 200 para usar no restaurante Pérgula.

Já o “Stay a little longer” é um pacote que oferece uma diária a mais para as reservas de 3 noites. A ideia é que o hóspede se permita estender um pouco a viagem para relaxar a recarregar as energias.

O programa Long Stay conta com 7 noites de hospedagem, café da manhã para duas pessoas, desconto de 30% em serviço de lavanderia, 20% em alimentos e bebidas (não inclui bebidas alcoólicas), Bike Tour com uma hora de “stand up paddle” ou aula de “beach tênis”, e crédito de R$ 250 na Signature Boutique.

Para mais informações e reservas: http://www.belmond.com/brazil ou (21) 2545 8787.

 

Fonte: Mercado&Eventos