ABIH-RJ e Hotéis Rio pleiteiam isenções de impostos junto às três esferas do Poder

Para prestar total assistência a nossos associados, ABIH-RJ e Hotéis Rio monitoram todas as ações do governo Federal, Estadual e Municipal no cenário do Covid-19, buscando mapear as ações nas áreas civil, trabalhista, tributária e na esfera política.

O mercado de viagens parou. Mas as contas não deixarão de chegar. Por isso, a associação pleiteou junto ao legislativo a prorrogação de impostos. As assessorias jurídicas estão atualizando e debatendo informações e orientações em tempo real.

Tão logo o cenário de pandemia foi instalado, a ABIH-RJ e o Hotéis Rio assinaram, juntos, cartas endereçadas ao presidente da República, Jair Bolsonaro; ao governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel; e ao prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, para formalizarem às autoridades pleitos do setor hoteleiro diante da gravidade neste momento de pandemia pelo novo coronavírus.

As respectivas cartas solicitam aos governantes das esferas federal, estadual e municipal o diferimento do pagamento e dos prazos de impostos – IPTU, ISSQN, ICMS, Imposto de Renda, Simples Nacional, CSLL, PIS, COFINS, além da desoneração da folha de pagamento para os empregadores com isenção do recolhimento de INSS e FGTS por um período determinado.

ABIH-RJ e Hotéis Rio participam ativamente de diversos grupos de crise formados pelo Governo do Estado, além de contarem com um comitê interno, mobilizado para dar total transparência e garantir a agilidade necessária para a proporção deste cenário.